quinta-feira, 3 de junho de 2010

5 formas duvidosas de ficar famoso rápido

  Você quer ser famoso? Eu sei que quer... Todos querem! Desde os tempos das cavernas, seres humanos lutam diariamente para conseguir muitas coisas, entre as quais, a fama! Já pensou, abrir a janela do hotel e ver que tem centenas, milhares de pessoas lá fora acampadas só esperando você dar um tchauzinho?

  O grande problema é que nem todos nascem para ser famosos. Afinal, pessoas famosas são pessoas que tem algo que as outras gostam. Se nos já citados tempos pré históricos “bastava” você matar, sozinho, um mastodonte grande o suficiente pra garantir o almoço por algumas semanas, hoje em dia é bem mais complexo. É preciso ser um atleta talentoso, um cantor, um ator, um politico, enfim, ser algo.

  Mas não tema! A mente humana é um poço de criatividade e muita gente conseguiu os holofotes sem precisar de nada disso. O grande problema,  entretanto, é que boa parte delas gostaria mais de ter ficado no anonimato... Mas se você é sedento por fama, e não liga para efeitos colaterais, ai vai mais uma listinha, com 5 sugestões de (péssimas) maneiras de ficar famoso. Boa sorte!




5- Escreva um blog.
  O grande barato de ficar famoso usando um blog, não é vir aqui e escrever um texto enorme sobre a filosofia por trás das árvores. Nem escrever piadas. Nem noticias sobre determinado assunto. Essa aqui é um pouco mais difícil, por que também tem um pré requisito: Você precisa de um emprego legal. Muita calma nessa hora: Sem ofensas, ninguém vai ler sobre o quão agitada é sua vida de empresário, vendedor de sorvete ou auxiliar administrativo. Eu quero dizer algo que desperte mesmo a curiosidade das pessoas. Se você é da ROTA, astronauta, lutador de vale-tudo, traficante ou trabalha na área 51, pode ter uma grande chance. Até coveiro já serve.
  Existiu certa vez uma garota de programa que teve essa ideia. Começou a contar sua vida num blog. Hoje em dia ela já fez inúmeros filmes (sim, aquele tipo de filme), ganhou muito dinheiro, lançou um livro e ganhará um filme que contará a historia da sua vida. Sim, Bruna Surfistinha aprova essa ideia.

4- Faça algo muito estúpido na internet.
  A internet é um mar de criatividade e de gente sem noção. Porém, idiotice gratuita não é engraçada. É apenas idiota. Uma coisa idiota a ser feita, deve ser feita de forma espontânea. De uma forma idiota.
  Isso diferencia os seus vídeos dançando Spice Girls no Youtube das verdadeiras lendas. Você tem que fazer algo realmente grandioso e estúpido, que façam todos pensarem se não foi de propósito, mesmo sabendo que realmente não foi. Confuso? Exemplo sempre ajuda: Que tal você, aos 30 anos de idade, ir a um fórum da internet e dizer algo como “quase sempre sonho com Entei (um pokémon), ele me salva de um perigo, me olha e diz: 'Calma, tá tudo bem agora!'. Isso me dá forças para seguir na vida”? Isso, aparentemente pouco, fez o cara ficar tão famoso que quase o levou a vencer o concurso “Colirios” do site da Capricho, meses depois. Mesmo ele tendo quase o dobro da idade limite e... Não sendo um “colírio”. E é isso. Tem que ser algo inocente mesmo, algo que para você pareça normal, mas para os outros, é digno de te transformar no mais novo meme da internet.
  Além do gordinho do Entei, a menina do Chip do Pedro e o cara que ejaculou no videogame dele só são lendas hoje, por que usaram essa técnica ontem. Mesmo sem querer.

3- Roube um neném. 
  A princípio, ela só queria enganar o cara que ela julgava ser o homem de sua vida. Teve então a brilhante ideia de forjar uma gravidez, e para deixa-la mais realista, improvisou um neném. Roubado de uma maternidade. A conversa colou por algum tempo. Tá, por muito tempo. Mas quando a mentira não tem perna curta, ela tem perna bamba. Cedo ou tarde tropeça... E quando tropeçou, bem, não só o marido dela ficou sabendo. Ela apareceu no fantástico. Ela apareceu, aliás, em todos os noticiários. Virou a pessoa mais odiada do país, inimiga pública número 1 da ética e bons costumes. De um dia pro outro, toda a imprensa estava ali na porta dela, ávidos por umas palavrinhas que fossem. Tornou-se uma espécie de personificação do bicho papão, homem do saco ou qualquer outra lenda que rouba criancinhas. Virou inclusive apelido pra time de futebol que tira os jovens jogadores do time rival!!
  Isso mesmo, Dona Vilma testou e aprovou esse plano infalivel. Tanto é que usou duas vezes...

2- Abrace um Maratonista.
  Mas faça isso com estilo. Estou falando de vestir roupas típicas do seu país, viajar para ver as olimpíadas e esperar o líder da prova passar por você. Nesse momento, pule nele, agarre-o e vá puxando para a calçada. Pronto, você estará na capa de todos os jornais do mundo, assim como merecerá uma chamada ao vivo da CNN e se cansará de ver a cena ser reprisada pelo mundo. Talvez eternamente.
  Você pode ainda fazer um treino, algo simples, como invadir um circuito de F-1... No meio da corrida. Claro, essa segunda pode ter efeitos colaterais um pouco mais doloridos. Mas nada que atrapalhe a sua rota para o sucesso.
  O irônico é que você pode fazer um boa ação ainda. Você se lembra da cena que inspirou essa dica, certo? Mas você lembra quem venceu aquela prova? Lembra quem ficou em terceiro em qualquer outra modalidade daquela olimpíada? Aliás, lembra que ano aconteceu isso? Vanderlei Cordeiro de Lima entrou pra história das olimpiadas, e nem precisou de uma vitória dramática para isso. Só de um abraço...
  O padre irlandês Cornelius Horan foi o inventor dessa arrojada manobra em busca da glória, e teve resultados satisfatórios.


1- Acabe com o show. 
  Como se tornar a inspiração de uma música que é considerada um dos grandes hinos do Rock and Roll mundial, copiada e “tirada” a exaustão por todos que almejam tocar uma guitarra? Você pode ter tido milhares de ideias agora, mas dificilmente “colocar fogo na casa de shows com um sinalizador” não teria passado a sua cabeça se alguém não tivesse feito isso antes. Sim, esse é o tipo de coisa que é tão ilógica, que quando ficamos sabendo, a primeira coisa a pensar é: “Hey, como não pensei nisso antes?”
  Mas afinal, o que aconteceu? Quem melhor que a própria banda Deep Purple conte para vocês a façanha que conseguiu o gênio por trás dessa técnica?

  Saímos todos para Montreux
Ás margens do Lago Genebra
Para gravarmos um disco com um (estúdio) móvel
Não tivemos muito tempo

Frank Zappa and the Mothers
Estavam lá no melhor lugar
Mas um estúpido com um sinalizador
Incendiou o local até o chão

  Isso mesmo. Durante um show do Frank Zappa, alguém teve a brilhante ideia de usar um sinalizador, talvez para animar a galera, talvez para aparecer, vai saber o que se passou na mente dessa criatura. Num local fechado, no meio de um lago! Entendeu agora o nome da música? Sim, Smoke on the Water. Fumaça na água.
  Não se sabe direito quem foi esse ser inspirado que proporcionou ao Deep Purple a inspiração para tal música, mas sabemos que certamente, onde quer que ele esteja, ele aprova os resultados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails