sábado, 16 de outubro de 2010

Como ser um chato: O manual definitivo




  Conseguir chamar a atenção na internet é uma causa na qual milhares de jovens gastam seus neurônios (e sua conexão) dia após dia. Nesse mundo de redes sociais, blogs e mensageiros instantâneos, a concorrência é cruel, e não ser apenas mais um contato praticamente anônimo na lista das outras pessoas é algo que requer dedicação, coragem, força, astúcia e uma dose cavalar de talento.

E se mesmo seguindo o nosso manual de como ser popular na internet você não conseguir sair do ostracismo, calma, sempre há um Plano B. E se você não conseguiu a popularidade por bem, há uma segunda opção: Ser popular por mal. Ser um chato. Um chato estiloso. Um chato famoso.



Fale, mas nada diga

Puxar assunto. Uma fina arte milenar, que muitos pensam dominar, mas que poucos, muito poucos, tem realmente o controle. A dica aqui consiste em mostrar a todos toda a sua simpatia, sem no entanto ter motivo algum para ser simpático. Basta ficar esperando a pessoa entrar no Msn e...

- Oi
- Oi
- Tudo bem?
- Tudo, e você?
- Também, novidades?
- Não, e você?
- Também não

Repita o processo com todos que ficarem online, todos os dias da semana, sem jamais ter um bom assunto, e você se tornará mestre nessa arte. Adicionalmente, não se esqueça de dizer “Oi”, no momento exato que a pessoa ficar online, o mais rápido possível, de preferencia acompanhado de um emoticon enorme. Se der sorte, você pode travar o PC do desafortunado com essa técnica, irritando-o ao dobro.

Desanime

Para quê simplesmente falar, quando você também pode desanimar? Unindo o útil ao agradável, se existe algo pior do que dizer oi sem ter um assunto para puxar, é puxar um assunto na hora e momento mais inoportunos possíveis. Por exemplo: Na primeira noite daquele feriado prolongado (de preferência lá pelas 3 da manhã, se possível), você pode abordar seu colega de classe perguntando se ele já começou a fazer aquele trabalho gigante, sobre aquele artigo tedioso para aquela matéria insuportável.

Ou, se quiser ser ainda mais radical, experimente, ainda na primeira semana de férias do indivíduo, dizer que ele cometeu um erro em seu último dia de trabalho, comprometeu o andamento da empresa por pelo menos um mês inteiro, que a gerente está uma onça com ele e que quando ele voltar, estará com sérios problemas. É tiro e queda.

Paquere

Paralelamente, você pode além de puxar assuntos clichês, aproveitar para dar cantadas clichês. Toda hora é uma boa hora para uma cantada. Assim como todo lugar. Twitter, Orkut, Facebook, Yahoo Respostas, Email, MSN, enfim. Apareceu uma foto de uma pessoa do sexo oposto, já é uma ótima deixa para dizer como a pessoa está “mais linda do que nunca”. Lembre-se ainda de que aqui, a cantada deve ser sem nenhum tipo de intenção além de apenas deixar a pessoa sem graça. Ou seja, guarde seus dotes de Don Juan ou Cleópatra para a balada, e seja o mais cretino possível na internet.


Comente

Deixe comentários em absolutamente todas as fotos das pessoas. Mas não basta comentar. Tem que comentar da maneira mais indiscreta possível. Um exemplo claro: Se você sabe que a pessoa tem uma namorada extremamente ciumenta, e a pessoa coloca no seu album uma foto com uma prima, as seguintes sugestões de comentários se encaixam perfeitamente com a ocasião:

A - “E ai fulano, foi com essa que falaram que você saiu na sexta?”
B – “E ai fulano, tá melhorando hein? Já largou a baranga da ciclana?”
C - “Será que a ciclana vai gostar dessa foto, especialmente se ela souber a fama que a beltrana tem?”

E coisas do tipo. Não se esqueça de comentar também o subnick das pessoas no MSN. Aqui a técnica deve obedecer 3 regras básicas:
1 – Pergunte de forma indiscreta (por exemplo, um subnick que deixe transparecer que a pessoa brigou com o namorado, merece a pergunta: “E ai, quer dizer que o fulano te trocou mesmo pela beltrana?”)
2 – Puxe o assunto de forma dúbia, e depois, haja como se a pessoa fosse uma idiota por não ter percebido que o assunto era o seu próprio subnick (ainda no exemplo do subnick de quem acabou de perder o namorado, uma ótima maneira de puxar o assunto é dizendo, absolutamente fora de contexto: “Ah, mas ele é um idiota, afinal!”)
3 – Se for um subnick negativo, faça a pessoa se sentir ainda pior. Se for um subnick positivo, faça a pessoa achar que ele é bobo ou arrogante, ou tente jogar água no chopp dele.

Imite

Imitar é algo que surte muito efeito. O subnick legal e misterioso de uma pessoa. A foto criativa da outra. O texto do blog do outro.
O método é particularmente ofensivo as mulheres. Por algum motivo que desconheço, algumas mulheres preferem simplesmente deixar de ir a uma festa do que ir e descobrir que foi com a mesma roupa que outra mulher, especialmente se ambas tiverem um histórico de rivalidades. O mesmo se aplica na internet. Logo, uma boa imitação pode ser um às na manga.

Interprete

Quando você chega nesse ponto, sabemos que a coisa está ficando mais profissional. Essa é uma ótima pedida para fóruns e comunidades em geral, bem como o Twitter, podendo no entanto funcionar também nos mensageiros instantâneos. Tudo que precisa fazer é encarnar um personagem e agir como ele incondicionalmente.

Aqui temos vários exemplos de personagens, mas sinta-se a vontade para criar o seu próprio: Pode ser o paizão (que tenta apaziguar tudo e dar conselhos a todos), o zé graça (que tenta fazer piada independente do momento), o mau humorado (que nunca ri de nada), o misterioso (o nome já diz tudo), etc, etc, etc. O importante é que a imagem do personagem possa ser totalmente assimilada com a sua cara.

Fanatize-se

Poucas coisas são mais irritantes do que isso: Um fanático. Você certamente deve gostar de alguma banda, um time de futebol, uma empresa de videogame, um artista ou um carro, certo? Eu também gosto, e isso é normal. O segredo aqui reside em fazer com que todas as vezes que as pessoas vejam esse elemento em particular, elas se lembrem de você.

Fale sempre disso. Use imagens disso no lugar da sua foto. E principalmente: Proteja-o de todo e qualquer crítica, seja ela coerente ou não. Engaje-se em discussões demoradas de horas em fóruns internet a fora para “provar” que o seu videogame é o melhor, seu ator favorito foi um injustiçado por não ganhar o Oscar e apenas a sua religião te levará para o céu. Essa dica funciona ainda melhor se vier acompanhada da já citada interpretação de um personagem (no caso, interprete o fanático 24 horas por dia).


Polemize

Polêmica dá ibope. É simples, e a TV, o Rádio, a mídia impressa e a internet sabem muito bem disso. Essa é provavelmente a dica mais eficiente dessa postagem. Em sua carreira de chato, ser polêmico tem que ser uma regra. Discorde de tudo, ou no máximo, concorde com a esmagadora minoria. Jogue opiniões potencialmente polêmicas em um lugar onde as pessoas tenham a mínima tendencia a discutirem. Depois, volte periodicamente para jogar mais lenha na fogueira, ou se preferir, participe do debate, com opiniões ainda mais polêmicas (não necessariamente coerentes). Use e abuse de ironias, indiretas e outros artifícios do tipo.

E não se esqueça de interpretar a vítima, alegando ser “apenas a sua opinião” e que “ninguém é obrigado a concordar”, mesmo escrevendo verdadeiros livros a cada resposta, criticando duramente todos os argumentos contrários, com a clara intenção de mudar a opinião das outras pessoas.




Um comentário:

  1. "Fanatize-se" Com certeza é o que mais faz sucesso na internet, ninguem gosta de fanaticos, eles são amados e adorados... levar a sua ideia a ultima concequências nunca é bem visto pelo mundo, só você pensar nos homens-bombas =]

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails