sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Salão do Automóvel de São Paulo

   Essa semana os paulistanos respiram carros. Não estamos falando (apenas) da poluição que sai do escapamento da gigantesca frota automobilística da metrópole. Isso também. Mas o respirar nesse caso é no sentido figurado, em que dois acontecimentos ganham todos os holofotes da cidade: O primeiro é o Salão do Automóvel, um excelente lugar para você ver o quanto é pobre, e o quanto sua mulher é feia. Paralelo ao evento, acontece daqui uma semana, e é o Grande Prêmio de Fórmula 1, em São Paulo, onde os melhores pilotos do mundo disputarão a penúltima etapa de um campeonato que tem tudo para ser emocionante.

Sobre o GP de Fórmula 1, a postagem virá quando o evento estiver um pouco mais próximo. A bola da vez é o Salão do Automóvel, que está fazendo 50 anos em 2010. Então, vamos conversar um pouco sobre certos fatos curiosos do evento ao longo dessas 5 décadas!

O Salão de SP surgiu em 1960, quando o mercado nacional ainda estava se estabelecendo, e nem sempre foi como vocês estão acostumados. Por exemplo, você que automaticamente relaciona o evento ao Anhembi, saiba que em suas primeiras edições, o evento foi realizado no Parque do Ibirapuera, indo para o Anhembi apenas em sua 7° edição, já em 1970.

  Ao longo das décadas, foi lá onde alguns carros que fazem parte da nossa paisagem hoje em dia foram mostrados ao público pela primeira vez, como por exemplo o Fiat Uno ou o Chevrolet Opala, e onde surgiram muitas inovações, como o primeiro carro a Álcool, o lendário Fiat 147.

E algumas situações inusitadas aconteceram ao longo de 50 anos de eventos. Vamos a alguns casos:

Pouca gente sabe, mas quando as portas do evento fecham é que o diversão começa para os “peixes grandes”, como os donos de empresas e outros magnatas do evento. Eles se divertem conversando, bebendo, contando piadas e coisas do tipo. Homens com muito dinheiro e poder, bebendo e conversando é uma bomba relógio. Que as vezes estoura. Diz a lenda que certa vez o principal acionista da Volkswagem conversava com o dono da Bentley, durante uma dessas festas. Muitas biritas depois, eles começaram a conversar sobre a possibilidade de uma comprar a outra. Se a bebedeira e a conversa realmente aconteceram não se sabe, mas o que sabemos é que alguns meses depois, a VW anunciou a compra da Bentley...

Corria o Salão de 2006. E quem corria dentro do complexo do Anhembi eram nada menos do que 6 Lamborghini's , que desfilavam em direção a saída. O público, em êxtase, sentia-se privilegiado ao assistir o show, uma surpresa bem vinda que não estava no script. Só não imaginavam o motivo daquele desfile: Os carros estavam sendo apreendidos pela Polícia Federal, sob a acusação de terem sido importados para o Brasil de forma ilegal. Depois de resolvido o problema, os esportivos puderam voltar ao evento. Segue o vídeo:


Ainda no salão de 2006, na noite anterior a abertura do evento, o principal financiador apareceu e mostrou-se decepcionado (para não dizer furioso) com a maneira como os operários haviam organizado o evento. Segundo ele, estava tudo errado. Os homens encarregados de montar tudo, então, tomaram isso como um desafio e pediram que lhes fosse explicado exatamente como ele gostaria que tudo ficasse. Isso eram 20:00 horas.

Os caras viraram a noite trabalhando. Na manhã seguinte, pra surpresa geral, eles haviam mudado tudo e deixado da maneira como o chefe queria. Foram todos recompensados com um aumento no pagamento, e a gratidão eterna dos seus superiores...

Para fechar, um caso cuirioso de mico no evento, protagonizado por Michael Schumacher. A história já foi contada aqui, mas é perfeita para o momento: Durante o evento em que o Stillo Schumacher foi apresentado ao público, o próprio alemão foi convidado para dar uma passada lá, afim de ajudar com o marketing do carro. E lá foi ele. Ao ver um Stillo Tuning próximo ao “prato principal”, o piloto ficou muito interessado no carro, e começou a perguntar para o representante da Fiat informações sobre ele:
    - Esse carro anda bem?  - Bem, na verdade não... O Senhor se decepcionaria se soubesse!
E como se decepcionaria: O carro em questão era apenas enfeite: Sem motor, sem bancos, sem absolutamente nada além da parte externa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails