quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1

   O circo está na cidade. Se tratando de São Paulo, devem haver uns mil circos na cidade. Mas nada comparado a esse circo: O Circo da Fórmula 1. Os melhores pilotos, as equipes mais famosas e todo o mundo do automobilismo mundial estará com os olhos voltados para a capital paulista até o próximo domingo, quando Fernando Alonso e cia disputarão no Autódromo de Interlagos a penúltima corrida da temporada.

Mas o que você sabe sobre o Grande Prêmio do Brasil? O que fazem os pilotos quando estão em São Paulo? Como é a visão do mundo sobre essa corrida? Quem é o maior vencedor da prova? De onde saiu o cachorro de estimação de Schumacher? A corrida guarda muitas curiosidades e histórias inusitadas, e algumas você ficará sabendo a seguir:


Bem vindo a selva!

Essa frase, que não é muito elegante, é, infelizmente, comum no meio da Fórmula 1 durante a semana do GP do Brasil. A alusão é em partes pela imagem de si mesmo que o Brasil frequentemente passa ao resto do mundo. Em segundo, é pelas próprias instalações de Interlagos. O autódromo é um dos melhores (senão o melhor) do Brasil, no entanto, está muito aquém em estrutura e conforto quando comparado aos autódromos da Europa, Asia e Oriente Médio onde ocorrem as provas.
Com isso, brincadeiras desse tipo acabam surgindo, e existe até um movimento (não muito forte) entre algumas equipes para que o Brasil seja retirado do calendário da categoria. Fatos tristes, que a imprensa brasileira raramente (ou nunca) fala.

Outro fato curioso sobre as impressões que eles levam da cidade: Dizem que o Brasil sempre revela bons pilotos, por que para dirigir nas ruas de São Paulo é preciso no mínimo ter habilidade para tirar a Super Licença (que é uma espécie de CNH para pilotos).

A noite é uma criança!

Pilotos de Fórmula 1 são, embora as vezes não pareça, gente como a gente. A diferença é que normalmente são muito ricos. E boa parte deles são também jovens. E se você tiver dinheiro, for jovem e estiver em São Paulo, a vida noturna da cidade é muita tentação para o seu profissionalismo.
Mas aonde exatamente eles vão? Depende muito. Os pilotos menos famosos costumam ir a qualquer lugar. Basicamente, qualquer lugar significa as baladas mais famosas da região de Interlagos ou do centro da cidade, além de, principalmente, festas e eventos organizados pelos patrocinadores, onde eles podem, ou não, ser os convidados principais. Eles estão em busca de fama, e por isso saem mesmo: Quanto maior a chance de você encontrar por um Paparazzi, maior a chance de você encontrar um piloto, tentando aparecer na Contigo!, mesmo sem saber exatamente do que a Contigo! fala. (e não vou falar o nome dos lugares onde é mais comum encontrá-los, por que não recebi um tostão fazer o merchandising...)

Os pilotos de fama mediana costumam ir na maioria dos eventos e festas dos patrocinadores. E os Top Drivers, como os pilotos da Ferrari, RBR, Michael Schumacher e afins, vão apenas aos eventos onde são realmente obrigados a ir: Nesse caso, a fama é que corre atrás deles.
Mecânicos e outros envolvidos no entanto são bem menos exigentes. As casas noturnas de São Paulo se enchem com eles, de todas as equipes, que normalmente nem são notados, a menos que falem onde trabalham, talvez para impressionar as...

Gatinhas...

Elas caem matando. A concorrência pela atenção dos pilotos no circo da F-1 é muito mais desleal do que no mundo da música e do futebol, por exemplo. Elas são capazes de fazer tudo para conseguir passar uma noite com o seu piloto favorito e ter alguma chance, mesmo que mínima, de algo mais sério. E como na F-1 tudo gira a base de trocas de favores, pode incluir passar uma noite com um dos mecânicos da equipe como parte do “tudo” que foi citado a pouco.

Alguns pilotos viajam levando suas esposas, no entanto, são minoria: A maioria das esposas não tem saco para o clima estressante, competitivo e masculino da F-1. O que acontece é que os homens ficam a mercê do ataque das fãs, normalmente totalmente irresistíveis. E isso não é exclusividade do Brasil: Há casos de pilotos que tem uma “namorada” em cada um dos países por onde passa, com quem se encontra apenas uma vez por ano. E há também casos de “namoradas” que perseguem os pilotos em todos os lugares onde vão, tornando-se um incomodo e frequentemente protagonizam barracos com outras concorrentes mundo a fora...


Os campeões

Quem mais venceu no GP do Brasil foi o francês Alain Prost, com 6 vitórias ao todo. Em segundo lugar está Michael Schumacher, com 4 vitórias, empatado com o argentino Carlos Reteuman. Schumacher no entanto tem um dado curioso: Todas as vezes que venceu o GP do Brasil, o alemão saiu campeão da temporada.

Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet, Ayrton Senna e Felipe Massa são os brasileiros que mais venceram em sua terra, com duas vitórias cada um, empatados com Nigel Mansell, Juan Pablo Montoya e Mika Hakkinen.

O cachorro

Certa vez, um cachorro sem dono (e naturalmente sem credencial...) estava completamente perdido andando na pista. Não se sabe exatamente como ele foi parar lá, mas o fato é que ele estava lá, colocando em risco a vida, tanto dele quanto dos pilotos.

Ao ser retirado da pista pelos fiscais, o cachorro demostrou uma singular simpatia, e acabou conquistando ninguém menos do que a esposa de Michael Schumacher. O cachorro foi adotado pelo casal e hoje em dia vive na Alemanha, comendo e bebendo do bom e do melhor, em um quintal gigantesco com uma casinha confortável... Que mudança de vida hein?

Fórmula Spaghetti

Por fim, se o seu sonho é "fugir com o circo", (nesse caso, trabalhar na Fórmula 1), e a única coisa que você sabe sobre carros é que tem que por combustível pra ele sair do lugar, não se desespere. A Fórmula 1 tem lugar reservado para pessoas que entendem de carros, e igualmente para pessoas que entendem de... Spaghetti.

Por algum motivo ignorado, essa é a comida mais consumida pelos integrantes das equipes, principalmente os pilotos. Dizem que é porque ele é rico em energia. É uma questão cultural, uma espécie de tradição na categoria, que persiste à décadas. A especialidade de absolutamente todos os Cheffs de todas as equipes é Spaghetti. Então, se você (ou sua mãe) sabe fazer um Spaghetti de tirar o fôlego, está esperando o quê para tentar uma vaguinha lá?

Um comentário:

  1. Não que Fórmula 1 seja o meu assunto preferido, mas gostei bastante dos outros posts. :)

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails