sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Instinto Selvagem


 “Desde os primórdios, até hoje em dia, o homem ainda faz, o que o macaco fazia...” - Já diriam os Titãs

Não que esteja 100% certo, já que o homem não é exatamente um descendente dos macacos, e sim de um ancestral em comum. Mas o espírito da coisa é esse mesmo: Boa parte dos comportamentos do ser humano, para não dizer quase todos, são única e simplesmente instintos, que estão conosco desde os tempos em que vivíamos nas florestas e savanas africanas.

Muitos desses comportamentos hoje em dia são vistos como coisas essencialmente “humanas”, mas, se pararmos para pensar, podemos achar comportamentos semelhantes em muitas outras espécies. Para não deixar no ar a questão, vamos ver cinco exemplos bem claros...

Altruísmo

O comportamento altruísta é algo muito usado para mostrar como temos sentimentos diferenciados, e não seguimos apenas instintos. Afinal de contas, não haveria porque nós ajudarmos uma pessoa simplesmente por ajudar, sem esperar absolutamente nada em troca, se estivéssemos apenas seguindo nossos instintos de sobrevivência, certo? Errado.

Muitos animais agem de forma semelhante, normalmente, animais que vivem em grupos. A grande sacada é que, se o grupo inteiro estiver bem, a vida como um todo tende a ser mais fácil. Não é vantajoso para um grupo ter um companheiro fraco ou doente. Logo, por mais que ajudar aquele fraco e necessitado naquela hora exata possa não ser vantajoso, no futuro, ele pode vir a te ajudar de alguma forma. Como dizem, o mundo dá voltas. E a natureza sabe muito bem disso...

Caia fora do meu pedaço!

Esse país tropical chamado Brasil, que compreende uma região ao leste da América do Sul, não respondia por esse nome durante praticamente todo o tempo que ele existiu. Era apenas um espaço, sem nome específico. Afinal, separar os lugares por regiões, criar países, onde as pessoas que nascem tem direitos e deveres, e pessoas de fora, que não nasceram ou foram criadas naquela região, são consideradas estrangeiras (muitas vezes gerando preconceito), é um comportamento bem humano não é? Não, não é.

Quando o seu cachorro sai pra passear com você e começa a fazer o xixi dele em todos os postes possíveis, não é porque ele bebeu muita cerveja antes de sair de casa. Ele está marcando o território dele. E marcar território é um comportamento extremamente comum entre os animais. Exatamente como nós fazemos. Quando um lobo, por exemplo, invade o território de outra alcatéia, é uma afronta, e entrar lá escondido e causar qualquer prejuízo é como declarar guerra. Exatamente como nós fazemos. Algumas espécies de Morcegos não dividem o alimento com animais que não nasceram na mesma caverna que eles. Exatamente como nós fazemos...

Família, família, nunca perde essa mania

Sua mãe seria capaz de dar a vida por você. Sua família, apesar das brigas que as vezes acontecem e são normais, pode se mostrar bem unida nas horas de dificuldade, ou mesmo nas festas. Essas laços familiares são o sentimento mais puro, algo inexplicável, a prova de como o ser humano é capaz de sentir emoções únicas... Ou não.

Outros animais também são apegados com suas famílias, pelo menos até certa idade (alguma semelhança com adolescentes?). Isso é uma questão básica de como sobreviver em grupos: Familiares se protegem, e logo, todos se beneficiam. É, pelo menos na teoria, melhor confiar num parente, que te conhece à muito tempo e foi criado sob regras parecidas com as que você foi, do que em um ser que você não conhece. Há também os conceitos do gene-egoísta e super-organismo envolvida nessa questão, que você pode conferir com mais detalhes clicando aqui.

Golpe do Baú

Sabe aquela história típica da moça (ou mesmo do rapaz), que se casa unicamente por interesse com uma pessoa mais rica ou poderosa? Um comportamento típico apenas de seres humanos, que com sua ganância são capazes de colocar o dinheiro e o poder como prioridades em suas vidas, ou seria esse um comportamento comum?

Sim, é comum. Animais em geral buscam o melhor par possível, que possa lhe proporcionar o melhor futuro imaginável. Ou melhor, o par que possa proporcionar para os seus filhos o melhor futuro imaginável. Ou seja, escolher seus pares por interesse também não é uma exclusividade nossa...

Violência

É muito famosa a citação de que os outros animais só matam para comer, para sobreviver, e o ser humano por outro lado, é capaz de matar por motivos muito mais chulos. Embora normalmente seja isso mesmo, não é uma regra geral. Atos de violência injustificável acontecem o tempo todo em diversas espécies pelo mundo todo.

Para ficar em alguns exemplos famosos, Golfinhos as vezes praticam abuso sexual. Leões e uma grande variedade de animais matam os filhotes de outros machos se tiverem a chance, simplesmente para que esses não venham a crescer e ter a chance de tomar o seu lugar na hierarquia (tipo coisa de “O Rei Leão” mesmo). Como já foi citado nesse mesmo texto, Lobos, Pumas e outros animais territoriais frequentemente lutam até a morte por terras. Animais que vivem em grupos grandes as vezes se "desentendem" por motivos banais e o pau quebra também... Violência é uma maneira eficiente de conseguir o que você quer. Infelizmente. E não é só o homem que sabe disso...  

2 comentários:

  1. O ser humano nem pode ser considerado animal, somos muitos piores que eles. A comparação só é justa quando é comparado com aquelas bestas medievais e gregas que nos acreditavamos que existia. Nenhum animal vivo é capaz de tanta coisa quanto nós.

    ResponderExcluir
  2. Pra mim é novidade os golfinhos serem estupradores fiquei chocado.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails