sábado, 26 de julho de 2014

"Eu Não Acredito em Dinossauros"

  Muitas coisas me assustam. Tenho medo até de coisas que não acredito - fantasmas por exemplo. Não é porque eu não acredite neles que isso exclui o fato de que talvez eles existam e possam vir me assombrar só pelo prazer de dizer "Eu existo. #Chupa!"

  Mas uma das coisas que mais me assustam no mundo moderno não é algo que eu acredite ou não, e sim, saber que existem pessoas que não acreditam em dinossauros! (Sério, me deu um nó na cabeça escrever essa frase e fiquei alguns segundos procurando onde estava o erro grosseiro que minha mente estava dizendo que estava em algum lugar).

 Vamos então conversar um pouco sobre esse tema. Afinal, há algo pra ser acreditado ou não em dinossauros?


  Gigantes na Terra?

 Bom, sabemos que a quase totalidade de pessoas que não acreditam nos dinos são religiosos fundamentalistas. E portanto, como costumo fazer ao tratar de assuntos relacionados com religião, tentarei, ao máximo possível, partir do princípio de que o que está na Bíblia é a verdade nua e crua escrita sobre influência divina.

  Posso então pegar o gancho para o primeiro ponto que é importante esclarecer: Dinossauros estão citados ou sequer representados na bíblia? Embora eu já tenha visto religiosos (muitos) dizendo que eles estão lá e até citando as passagens, a resposta pra essa pergunta é bem clara: Não. O mais próximo de dinossauros na bíblia são as aves que estão citadas, nada mais, nada menos - aliás, quero aproveitar o momento pra esclarecer que nesse texto específico estou separando as classes "dinossauros" e "aves" o que normalmente não faço. Quando eu falar Dinossauro, imagine um tiranossauro ou o dinossauro do cinema que preferir (exceto o Godzilla porque ele é uma iguana).

Galera, nem os Nephilins, nem os gigantes na terra, nem os seres rastejantes, nem os dragões, nada disso são dinossauros - Lembre-se que os povos que escreveram a bíblia não tinham como saber que dinossauros tivessem existido.

  A bem da verdade, eles não sabiam de muitas coisas. Hebreus e a turminha da terra santa estavam bastante atrasados em relação aos outros povos. Chineses, gregos, romanos, egípcios, babilônios provavelmente até maias e astecas tinham tecnologia e ciência muito mais desenvolvidas - já dominavam a matemática e até a astronomia de forma surpreendentemente complexa - e mesmo esses povos não tinham nem pistas dos dinossauros. O que dirá dos (talvez 100 ou 200 anos atrasados) hebreus?

  Mas se a bíblia foi escrita sob inspiração de Deus e Deus sabe de tudo, por que ele não deu umas aulinhas de paleontologia aos hebreus pra eles ficarem ligeiros? Simples: Porque não tinha motivo. Com tanta coisa pra Deus explicar, entre tanta coisa que ele falou e que já não entrou muito bem na cabeça dos caras (algumas geram brigas até hoje), pra que ele iria entrar no assunto de bichos que existiram a tanto tempo atrás e já não estavam mais por ali pra interferir naquele povo que já tinha tantos problemas pra resolver? Em que isso iria ajudar nos planos de Deus que aparentemente era só acalmar a galera e fazê-los viverem de forma mais harmônica? É, em nada.

  Mas e a outra corrente, que se apega no contrário: "A Bíblia não cita dinossauros então eles não podem ter existido". Bom, a bíblia também não cita nenhum planeta do Sistema Solar a exceção da Terra, pelo que eu sei. Aliás, a bíblia não cita a China, que já era bem conhecida e poderosa naquela época. A bíblia parece se resumir a falar daquilo que era interessante pra aquele povo específico - é como sua aula teórica no centro de formação de condutores, que não tem motivo algum pra explicar como funciona o KERS de um carro de fórmula 1 e portanto não o faz.

  Outra coisa: Humanos não conviveram com dinossauros. Nenhum dino perdeu o embarque da Arca de Noé e eles não morreram no dilúvio - aliás, sobre a morte deles falaremos depois.

  O Tempo do Homem

  Ainda falando sobre Deus, a Bíblia, escala de tempo e tudo o mais: Vocês talvez devam desapegar um pouco dessa ideia de interpretar os 7 dias com tamanha literalidade. Talvez Deus tenha usado a analogia pra galera entender, já que falar em bilhões de anos ainda é uma escala esquisita pra se entender até hoje - nossos cérebros não foram feitos pra lidar com tanto tempo.

  Mas dinossauros no sentido que nós os imaginamos não conviveram com seres humanos. Os últimos desapareceram a 65 milhões de anos. E aqui respondo (ou pincelo) em tópicos algumas perguntas:

- Sabemos a escala de tempo dos fósseis com base em diferentes tipos de "relógios" naturais. Alguns se baseiam na análise química do fóssil, mas no caso dos dinossauros em que isso é impossível (já explico o porque), sabemos com base na camada geológica (ou seja, na própria rocha) onde foram encontrados - e não vou explicar como isso funciona agora porque estaria desperdiçando uma postagem realmente útil e bacana pro futuro.

- Em 65 milhões de anos (na verdade, normalmente muito mais), não há muita coisa que sobra - e realmente, nunca se encontrou um OSSO de dinossauro. Impossível, ossos não duram tanto. O que se encontra, na verdade, são as marcas que esses ossos deixaram no sedimento onde o dinossauro morreu - em um exemplo grosseiro pra você entender, é como se você pegasse o seu gato morto e o jogasse numa calçada recém cimentada e deixasse lá. Depois de muitos anos não sobraria nada do gato, exceto a marca dele no cimento. Com sedimentos naturais isso leva mais tempo, ou seja, quando o processo termina, só sobram as marcas dos ossos do dino (que levam muito mais tempo pra decompor do que a carne). Tenho medo da interpretação dessa parte do texto, mas não, isso não "desprova" nada. Seria muito mais suspeito encontrar ossos que sobrevivessem tanto tempo, não concorda?

- Essa escala de tempo torna realmente muito difícil encontrar uma "ossada" completa, porque as coisas mudam - terremotos, enchentes, outros animais e plantas ou mesmo ação do homem, tudo modifica o ambiente e em tantos milhões de anos muita coisa pode acontecer. Entretanto, eu não consigo entender a lógica: Só porque não encontraram o rabo de um dinossauro quer dizer que a cabeça que está ali pra todo mundo ver não existe? Se você perder a maçaneta, a sua porta some?

- "Mas como provam que eram dinossauros? Não podia ser outro bicho?". Esse é o argumento da teimosia mas é mais fácil concordar: Achar fósseis de animais incompletos não prova nada exceto que algum dia existiu um animal com aquele tamanho e forma que morreu ali, e que por alguma acaso da natureza morreu em boas condições de ser eternizado em uma rocha (como soterrado por um deslizamento ou atolado num lamaçal). Não prova que era um dinossauro, porque essa é uma palavra humana, oras. Se o problema é o nome, você pode chamar o Tiranossauro Rex do que quiser - mas há muitos fósseis (e no caso desse, realmente há uma coleção bem completa) provando que esse bicho estava por aí - chame-o como for. Até porque no seu próprio tempo o Tiranossauro deveria ser conhecido pelos outros bichos apenas como "Aaaaaaaaaaah!" ou qualquer outro som que emitissem quando achassem que era hora de correr.

 E onde entram as aves?

 E aqui nós entramos no assunto que mais causa rejeição: O evolucionismo. Será que alguns dinossauros poderiam ter sobrevivido e estão por aí em forma de aves? Então aquele frango que estou comendo pode ser um descendente do Tiranossauro Rex?

 A resposta é sim e sim. Algumas linhagens de dinossauros (os parentes menores do Tiranossauro, na verdade) realmente evoluíram para as inúmeras variedades de aves modernas. Claro que isso não foi do dia pra noite, cada uma delas levou muito, muito tempo - mas lembre-se que temos mais de 65 milhões de anos entre os dinos e as aves modernas. Talvez mais, já que o processo já tinha começado quando os dinos maiores morreram.

  "Provas?", alguém pode pedir. Afinal, parece um contra-senso animais com cara de répteis terem originados outros animais tão diferentes. Bom, primeiro, há fósseis (e esses sim, praticamente completos) de híbridos.

  Segundo, mesmo em dinossauros mais antigos e um pouco mais longe de linhagem do que o tão famoso Archeopterix, dá pra ver uma semelhança. Um esqueleto de galinha não tem formas tão diferentes de um esqueleto de Tiranossauro, exceto pela cabeça e o rabo, se você olhar bem.

 Mas não podemos basear apenas em olhômetro hoje em dia, então talvez seja bom saber que algumas répteis com linhagens mais antigas (datados como descendentes de animais ainda mais antigos que dinossauros) como os crocodilos, por exemplo, tem o DNA bastante parecido com o das aves - na verdade, crocodilos estão mais próximos das aves do que dos outros répteis. Sim, um crocodilo tem mais traços genéticos de uma galinha do que de uma lagartixa.

 E tudo que é vivo...

 Morre. Até que um dia os grandes dinossauros morreram e só o que nos sobraram foram as descendentes aves. Mas como isso? Por que? Por que só eles? E quando? Não foi no dilúvio. E não viajem na maionese, o meteoro que caiu e matou os dinossauros não era Lúcifer sendo jogado na terra! Era só um meteoro, uma grande pedrona que estava a deriva no universo e acabou batendo nesse planetinha azul. Planetas e corpos celestes são bombardeados por meteoros o tempo todo - é só olhar as crateras na Lua. Na Terra isso não acontece tanto porque tempos vários "escudos" no meio do caminho, incluindo o gigantesco Júpiter e seu imenso campo gravitacional e a própria Lua.

  E não foram só os dinossauros que morreram. Muitos outros tipos de animais desapareceram nessa época, incluindo muitos marinhos (ou seja, chega desse papo de dilúvio tá?).

 Não foi no "bang" da explosão do meteoro que a maioria morreu. O meteoro acabou mudando drasticamente o clima da terra, que se tornou um problema pra animais muito grandes como os dinos e uma vantagem pros menores (incluindo os primeiros mamíferos e os próprios dinossauros emplumados).

  Dinossauros não são uma coisa pra ser acreditada ou não. Estão muito bem provados, documentados e expostos pra todo mundo ver - e até mesmo tentar provar que se tratam de fraudes. Mas tirando casos isolados de alguns trapaceiros, os dinossauros descritos em pesquisas sérias jamais foram refutados por ninguém - e aliás, as igrejas realmente sérias não se expõem ao papel ridículo de tentar brigar contra essa realidade.

 E também não são algo que entre em exata contradição com a fé de ninguém.


Ufa! Cansei!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails