segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Rogério Ceni: Um ídolo que só o São Paulino é capaz de entender.

Vocês nunca vão entender.
Alguns de vocês até fingem. Mas eu posso ser sincero? Se você tem menos de 50 anos e não é São Paulino, você nunca viu no seu time um ídolo como o Rogério Ceni. Nunca.
Sabem, eu tenho 25 anos e meio. O único goleiro que vi no meu time foi o Rogério. Eu entrei na primeira série. Eu terminei o ensino médio. Eu terminei a faculdade. Eu voltei a trabalhar na escola onde tudo começou. E o Rogério era o goleiro do São Paulo nesse tempo todo.
Rogério viveu os melhores e os piores anos do São Paulo. Foram 1200 e sei lá quantos jogos. Foram 1200 e sei lá quantas vezes que a gente sabia que não importa o que acontecesse no campo, ele era um de nós. Que ele seria o mais puto quando perdesse e o mais feliz quando vencesse.
1200 e tantas vezes que havia um jogador que representava mesmo a gente no campo. Um de nós, lá embaixo.
Você viu grandes ídolos nesse tempo. Não estou desmerecendo. Sei da historia do Marcelinho, do Neymar, do Marcos, do Juninho, do Romário, do Edmundo, do Fernandão, do Fred, do Alex, do Renato Gaúcho, de tantos outros. Respeito todos, fui fã de alguns.
Mas desculpa, não é a mesma coisa.
Eu sei como vocês se sentem. Não quero comparar talentos, mas ídolos assim o São Paulo também teve nesses anos. França, Kaká, Hernanes, Lugano, Luis Fabiano, Lucas, Rai: Escreveram o nome na historia do São Paulo, como o Robinho no Santos, o Vampeta no Corinthians e o Evair no Palmeiras.
São ídolos inesquecíveis. Mas não são o Rogério.
Rogério não foi um jogador do São Paulo. Ele foi o São Paulo nas últimas duas décadas. Ele foi o nosso capitão na inocência da infância, na rebeldia da adolescência e na realidade da vida adulta. Isso vocês não tem como entender.
Duas décadas.
Pela primeira vez na vida, eu e tantos outros vamos ser apresentados a um cargo chamado "Goleiro do São Paulo". A gente não sabe o que é isso. Sabemos o que é o Rogério e seus reservas.
Eu não vou no jogo de hoje. O que eu tinha pra ver do Rogério, eu vi. 
Vi ele fazer o gol do titulo paulista
Vi o jogo contra o Rosário Central
Contra o Tigres
Contra o Liverpool
Contra o Cruzeiro
O gol 100
Vi ele ser indicado entre os 50 melhores da FIFA 
Vi ele contra a Universidad Católica
Vi o Rogério conversando com a trave numa decisão por pênaltis
Vi gol com bola rolando
Vi defesas incríveis que vocês nunca viram, porque Rogério defendendo não vende jornal
Vi ele errar também
Vi ele acertar muito mais
Vi muita coisa que nem lembro
Vi e ouvi na sala de casa, de aula, na rua, no estádio, no onibus e sei lá mais onde
Sozinho, com amigos e com gente que nunca mais veria de novo
Você também viu, e cada vez que xingou, confirmou que estava vendo algo que gostaria que fosse pelo seu time.
Mas não foi, e você nunca vai ver nada assim. Desculpa.
Esse texto é arrogante mas é verdadeiro.
Todos tem goleiro. A partir de agora, até nós.
Mas só nós tivemos Rogério.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails