quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Amigo da Onça

  Defina em uma palavra (que não seja Tarzan), a expressão “Rei dos animais”.

  Considerando que você teve uma infância feliz e assistiu aos filmes da Disney, certamente sua resposta foi “Leão”. Todos sabem que o Leão é o rei da selva, Certo? E se eu disser que a resposta está errada? Sim, errada.

  Primeiro por que o Leão não mora na selva. Ele mora na savana. Eu diria a segunda, mas acho que a primeira basta.

  Então quem seria o grande rei da selva? Bem, pelo tamanho e pela fama, talvez o Tigre. Mas se para ser rei, é preciso se impor diante da oposição, então só existe um felino capaz de reivindicar o trono: A Onça Pintada.



  A caçadora.
  Você é o maior predador do continente. Então, você precisa de muita comida. E onde conseguir toda essa comida? Fácil. Você não tem frescura, come o que estiver a mão.

  E pode ser de tudo mesmo. De macacos a queixadas, antas, tartarugas, Jibóias, Jacarés... Sim, jibóias e jacarés.

  Com a onça não tem tempo ruim. Não é por que você também é um predador que vai ter moleza. E por isso, os dois maiores concorrentes que a mesma tem dentro do seu habitat fazem parte do cardápio. Para melhorar, a onça tem uma das mordidas mais poderosas entre todos os animais vivos, capaz de perfurar o casco de uma tartaruga ou a carapaça de um jacaré.

  A triatleta. 
  Você pode correr, mas não pode se esconder. Esse é o lema da onça. O animal é capaz de chegar a praticamente qualquer lugar. Literalmente. Ela pode subir em árvores com a agilidade que o seu gato de estimação sobe. Pode correr por entre elas, no chão, com a facilidade que seu gato correria. Pode saltar distancias que desafiam o tamanho do seu corpo, tal como o seu gato saltaria.

  Mas ela pode fazer algo que seu gato jamais imaginou fazer. Seu gato, os leões, os leopardos. Enfim. Já viu algum felino nadando? Tá, o tigre também nada, mas você já viu um tigre atravessar um rio de 1km de largura, só para chegar ao outro lado? Pois é, a onça pode fazer isso. O que a torna capaz de pescar, caçar animais como capivaras... E deixa a pobre da Jiboia e o Jacaré sem ter muito para onde correr...

  A Ninja.
  Para piorar ainda mais o pesadelo dos outros animais, a onça conta com uma camuflagem tão eficiente quanto dos outros felinos, tornando-a praticamente invisível no meio das folhagens. E olha que para um animal desse tamanho ficar invisivel, tem que estar muito bem escondido...

  Como todo felino, ela ainda conta com a capacidade de andar suavemente, sem emitir qualquer ruido. E como xeque-mate, se o alvo for um pássaro, ela pode imitar o seu canto para confundi-lo e conseguir se aproximar! Definitivamente, uma arma de guerra em forma de animal.

  A respeitada.
  Por tudo isso, o respeito que a onça inspira nos outros animais é fora do comum. Nem mesmo o leão da montanha, outro grande predador sul americano, tem a ousadia de aproximar-se do território da onça.
  O único animal inconsequente o suficiente para enfrenta-la é a queixada, quando estas estão em grupos superiores a 20 animais. Porém, uma queixada sozinha tem apenas um significado para a Onça: Lanche.

  Mesmo o homem morre de medo da onça. E sem motivo, já que com relação a presença humana, a onça prefere distancia. Talvez ela não nos ache saborosos... São raros os casos de ataques, e a maioria deles, a onça pode alegar que “foi ele quem começou”.

  Infelizmente, o contrário, ataques de humanos as onças, são comuns. Os animais tem sido duramente caçados, seja para proteger o gado, seja pela sua pele bonita e valiosa, seja apenas por esporte. Um esporte covarde e sem sentido. Sem contar a devastação de seu habitat

  Originalmente, a onça ocorrida dos EUA até a Argentina. Hoje em dia ela só existe na américa do sul, sendo que no Brasil ela pode ser encontrada nos seguintes estados: AC, AM, AP, BA, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PI, PR, RJ, RO, RR, RS(Parque Estadual do Turvo, aproximadamente de 4 a 6 exemplares), SC, SP e TO.

  Uma pena. Entretanto ainda há esperança para o animal, considerado vulnerável a extinção pelos orgãos de proteção ambiental. O importante é haver um trabalho de conscientização, para que todos nós nos tornemos “amigos da onça”. E para que o verdadeiro rei dos animais continue exercendo seu reinado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails