sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Análise: Game Boy Advance "Chinês com 99.999 jogos"

 Muitas pessoas já devem ter visto no Aliexpress, DealExtreme e outros sites do tipo o que parece ser o negócio da China (com o perdão do trocadilho): Um Game Boy Advance novo, na caixa, e com funcionalidades que o GBA original não tinha (jogos na memória, por exemplo), por um preço muito, muito baixo.

  Lógico: Trata-se de mais um clone chinês. Mas a pergunta mais importante é: Tem qualidade ou é jogar dinheiro fora?

  Eu comprei um GBA desses. Comprei, joguei, avaliei e vou postar minhas impressões pro caso de você também estar afim de comprar. Se você não quiser ler todo o review detalhado, pode pular pro final do texto onde resumo os prós e contras do aparelho.

 Antes, vamos a algumas explicações: Primeiro de tudo, o console que eu comprei foi exatamente esse aqui (clique para ver)

 Segundo: Eu nunca tive um GBA propriamente dito. Até joguei algumas vezes, mas nunca tive um, exceto, claro, o Nintendo DS. Então, quando eu falar do desempenho dos jogos, tenha em mente que a comparação é com o jogo rodando no Nintendo DS Lite. E quando eu falar de coisas como design e etc, estou levando em conta minha memória e as imagens que vejo na internet. 

 Agora, vamos ao que interessa.

 Em primeiro lugar, a encomenda chegou rápido (muito rápido considerando que veio da China - cerca de 30 dias) e sem nenhum problema, riscos, ou danos. A caixa continha o GBA, um carregador e um manualzinho furreco mal impresso.

  Visualmente falando, o console é idêntico a um GBA normal. Mas idêntico mesmo, até nos detalhes. É muito difícil distinguir o falso se colocados lado a lado (por coincidência hoje acabei indo na Santa Efigênia e dei uma passada nas lojas de games retrô pra comparar). E estou considerando "muito difícil" porque não sou nenhum mestre em anatomia de GBA, porque eu particularmente não vi diferença nenhuma. Se você tentar vendê-lo como GBA sem avisar que é um clone, você consegue.

  O design é fiel ao ponto de manter inclusive um dos maiores pontos fracos do GBA: A entrada pra fones de ouvido. Não é possível conectar um fone P2 nele, apenas fones específicos do aparelho que a essa altura do campeonato são bem difíceis de achar.

 Porém, há o lado bom: O GBA SP é minúsculo e não chama a atenção. Pode ir em qualquer bolso e ser jogado em qualquer lugar. Numa terra em que todos andam com seus gadgets caríssimos abrindo os olhos dos ladrões astutos, é bom ter um aparelho baratinho e pouco chamativo pra se jogar sem preocupação.

  O videogame faz um pequeno clique quando eu abro ele. No começo dava até medo, mas acho que é normal. Espero que seja...

  Os botões do aparelho não são apenas idênticos ao design original como também respondem e funcionam muito bem. Entretanto, não são perfeitos: Comparados ao DS Lite eles são mais duros, não são tão bons assim. Cumprem seu papel mas poderiam ser melhores.

 O som do aparelho é bastante alto e tem boa qualidade. A tela também é bem nítida e tem 5 opções de claridade. No sentido da tela, não perde em nada ao mesmo jogo rodando no DS Lite.

   Usei o Final Fantasy V Advance, original que eu tinha no DS Lite, pra testar como o console funcionaria com cartuchos. A entrada pra cartuchos funciona perfeitamente. Entretanto, não pude testar com jogos de Game Boy Color. Nos fóruns estrangeiros, dizem que o console não suporta cartuchos de Game Boy Color, então fica o alerta. A boa notícia: Esses mesmos fóruns garantem que o console é plenamente compatível com flashcards.

 Quando você liga o Game Boy, no entanto, as coisas começam a parecer diferentes. Com o slot de cartuchos vazio, depois do logo da marca Game Boy te dar as boas vindas, você é apresentado ao menu do console, onde poderá escolher um dos jogos que vem na memória do aparelho. Atenção aqui: É óbvio que o aparelho não vem com 99,999 jogos como promete. Entretanto, foi uma surpresa ver que o número de jogos é mesmo grande: São 90 jogos diferentes. Alguns jogos são até bons ou pelo menos conhecidos, como por exemplo os 3 jogos do Crash (que aliás é uma espécie de mascote do clone, tá até na caixa), Aero The Acrobat, Contra Advance, Namco Museum, Aladim, além de jogos de franquias conhecidas como Madden, Moto GP, Kao The Kangaroo, Lord of the Rings, Digimon, Army Men, Magical Quest, Mobile Suit Gundam e até um game no estilo Football Manager (no caso é um jogo da Premier League).

 A lista é um ponto positivo: Por mais que permeada por bombas e jogos meia boca com algumas exceções, pelo menos você não fica sem jogar de cara.

 Apertando Select + R, você tem acesso as opções de data e horário do aparelho.
 Select + L te levará pras opções de idioma, que inclui português. Esse ponto voltará a ser citado na hora oportuna.

 Agora o mais importante: Desempenho.
 Primeiro de tudo: Ele não roda no hardware original do Game Boy Advance, e sim, em um emulador. Não reparei em quedas de framerate grandes durante a jogatina. Muito menos em glitches: Os jogos rodam de forma muito satisfatória. Entretanto, em alguns pontos foi notável que pelo menos o som não se manteve 100% estável. A perda é muito rápida e acontece em momentos bastante isolados de apenas alguns jogos (coisa de uma fração de segundos, a maioria do tipo que se você não estiver procurando, pode até passar despercebido), mas não pode-se dizer que é uma experiência perfeita. Em alguns momentos, apenas em certas fases em pseudo 3D de um dos games do Crash, tive uma leve sensação de queda de framerate também. Mas não conheço o jogo, não posso dizer se é fato, se não seria um problema da rom ou do próprio jogo mesmo.

 Os outros jogos que testei não apresentaram problema.

 O console tem suporte à Save State. Basta apertar Select + R durante o jogo pra salvar seu estado a qualquer momento, o que é ótimo considerando que o GBA não tem Sleep Mode e um portátil as vezes precisa ser desligado sem aviso. Ponto positivo: O Save State funciona tanto nos jogos que vem na memória do aparelho quanto nos cartuchos que estão no slot de cartucho.

Detalhe: O console não acessa a memória interna do cartucho para salvar o progresso nos jogos. Ele salva seu progresso na memoria interna dele próprio. Ou seja, não dá pra você jogar um pouco de FFV nele, salvar e continuar jogando de onde parou em outro videogame. Essa característica tem um peso especial se considerarmos games como a série Pokémon: Não é possível passar seus pokémons capturados nesse GBA para um jogo mais novo de Nintendo DS.

 Aqui vale uma observação curiosa: No primeiro dia, estava jogando FFV e apareceu uma mensagem em árabe (!?) no meio do jogo. Entendi nada. Na quarta vez que apareceu, o videogame desligou e não ligava mais. Coloquei pra carregar e realmente, tinha descarregado. Quando descobri o save state, percebi que o mesmo estava em árabe também. Depois de um tempo descobri como alterar o idioma do console para português, então, não se assustem se um idioma estranho pipocar do nada na tela.

 Falando em bateria, esse é talvez o grande ponto fraco do aparelho: A bateria não é das melhores.
 Com o brilho e som no talo, durou menos de duas horas. Com brilho no mínimo e sem som, Durou mais, pouco mais de 4 horas. O suficiente pra maioria das pessoas, mas ainda assim, pouco, especialmente se considerarmos que o anuncio promete 10 horas de jogo. Passa bem longe.

 Enfim, no geral, não é um Game Boy Advance perfeito. Mas cumpre muito bem o que promete (considerando a "margem de erro" chinesa, claro) especialmente se considerarmos o preço. Hoje em dia qualquer celular emula GBA muito bem, então pra maioria das pessoas, ter um GBA clonado pode soar meio estranho. Entretanto, se você não se importa com isso e quer apenas um portátil bacana, realmente pequeno, e barato, eu recomendo pegar esse.

  Mas em resumo, prós e contras pra quem não quer ler esse texto todo. 

  Prós:
 - Completamente idêntico a um Game Boy Advance original.
 - Tela brilhante e nítida, de ótima qualidade mesmo.
 - Som auto e claro.
 - 90 jogos diferentes na memória
 - 5 níveis de brilho da tela
 - Save State possível tanto nos jogos inclusos na memória quanto nos jogos em cartucho.
 - Várias opções de idioma do sistema (incluindo português, ouviu Nintendo?)
 - Desempenho satisfatório praticamente sem perdas.
 - Preço

  Contras:
- Tudo o que havia de ruim no GBA SP original (como a falta da entrada de fones P2 padrão) se aplica a ele
- Provavelmente não suporta Game Boy Color (não pude testar pessoalmente)
 - Algumas perdas (principalmente no som) podem ser notadas em alguns momentos. São esporádicos e raros, e não atrapalham a jogatina, mas estão lá.
 - Não roda no hardware original do GBA.
 - A duração da bateria é pequena (no máximo 5 horas de jogo)






16 comentários:

  1. Bem tenho algumas coisas pra falar... e não são poucas...
    Comprei um desses tem um ano.. demorou pouco até mas enfim... certo dia eu tava escolhendo qual jogo jogar,e bam do nada ele desligou e ligou de novo,eu descobri que toda vez que chega no jogo "Lady Sea" ele desliga,me impedindo de ver os restantes,aconteceu isso no seu tbm? outro dia eu fui jogar de boa,quando apareceu uma mensagem de... Conectando com a internet.. isso foi meio WTF! eu tomei um susto até,mas depois que carregou,tinha um monte de vídeos no estilo de vídeos cacetadas,e até um de Rei Leão... bem,foi só um vez que isso me aconteceu,sério.. adoraria ver aquilo de novo.. queria saber se isso já aconteceu com você.e é claro,você sabe me dizer se tem como entrar na memoria interna dele pelo pc?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, seu GBA é do mal hein cara? haha
      O meu nunca aconteceu nada parecido com isso não. Bom, o X desses produtos made in china é que não tem um padrão né. O meu não aconteceu não e eu ficaria bem assustado se acontecesse haha

      Pelo que eu sei não há uma maneira de mudar os jogos dele. Pelo menos não uma maneira prática né, sem abrir o console e tals, mas ai precisaria de um conhecimento técnico que eu infelizmente não tenho. Mas se você conseguir, me avise hehe

      Excluir
  2. Respostas
    1. Infelizmente, entre os jogos que vieram na memória interna não tem Mario, na verdade não tem nenhum game da própria Nintendo incluso, só game de terceiras.

      O mais proximo de Mario que tem são os jogos do Crash Bandicoot, que são ótimos também.

      Excluir
  3. Grande análise. Não tinha visto o link do aliexpress e, uma semana antes, comprei pelo ML. Foi 130 dilmas com frete grátis, mas mesmo assim... aushauhsauhs me pareceu excelente. O que me preocupa, a longo prazo, é a vida útil do console. Será que o GBA xingling vai durar? Minha ideia é comprar um FF e Castlevania e jogar que nem um zé-ruela, pro resto da minha vida. Se souber, dá um bump! Valeu e parabéns pela análise. Anon é irmão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado cara!
      Então, essa questão de durar, quando consideramos que o produto é China, é meio que roleta russa né? O meu até agora não apresentou nenhum tipo de problema, mas estou com ele a apenas 2 meses, então não dá pra cravar se resiste ou não. Pelo menos ja deu pra zerar o Final Fantasy V...

      Excluir
    2. Já é algo! Espero um ano de vida, pelo menos pra zerar uns quatro, cinco jogos! ehhehe

      Excluir
    3. Passa o link?

      Excluir
  4. Precisava da lista de jogos desse GBA... Em algum lugar tem?

    ResponderExcluir
  5. Peguei um desses recentemente e vem informando 25.000 jogos heuehueheuheuheuhe, mas o lado bom é que vários jogos do Mario! E detalhe: paguei 40,00 por ele :D

    ResponderExcluir
  6. Vocês poderiam dizer aonde compraram o de vocês amigos? o site

    ResponderExcluir
  7. Olá cara, ótima analise. Tenho um a mais de dois anos e até agora ele ainda não me deixou na mão, to pensando em fazer umas modificações pra colocar uma entrada p2 e uma de energia mais comum já que o carregador dele já era. Além disso quero comprar um flash card, mas antes quero me certificar da compatibilidade, vc ainda possui o link dos foruns gringos que vc consultou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá YggorPatrício, então, há vários e vários modelos diferentes por lá né?
      Não tenho mais o link dos fóruns, mas tenho uma má notícia: Recentemente eu adquiri um flashcard pra mim e no meu modelo não funcionou. O Flashcard funciona perfeitamente no meu Nintendo DS, mas no GBA flango, nem pensar.

      Excluir
  8. Cara, eu tenho um GBA como esse, e tenho algumas dúvidas: você saberia dizer se é possível alterar os jogos da memória dele? E outra coisa, ele roda jogos originais da Nintendo, pq testei um Flashcard de GBA nele e não funcionou de jeito nenhum.
    valeus

    ResponderExcluir
  9. Cara não acho mais ele pra vende no aliexpress. Como procuro lá?

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails