sábado, 4 de junho de 2011

Megalodonte: O mais temido


  Quero que você pense em qualquer animal com uma mordida poderosa. A mordida mais poderosa que você puder se lembrar. Extinto ou não. De preferência grande. Algum animal terrível. Um predador implacável. Não sei, obviamente, em qual você pensou, mas a menos que você tenha pensado no Megalodonte, o animal que você pensou tem apenas uma leve mordidinha.
Sim, porque mesmo um Tiranossauro Rex parece um pobre banguela quando sua mordida é comparada à desse terror dos mares, que inspira medo (e filmes) até hoje, embora ninguém jamais tenha realmente visto um deles. Ou será que viram?

Se você já assistiu o Filme “Tubarão”, deve lembrar-se da célebre frase do especialista em tubarões Matt Hooper, ao descrever a fera que os aterrorizava: “Uma locomotiva com a boca cheia de facas de açougueiro”. Bem, a má notícia é que esse tubarão não é apenas ficção. A boa, é que ele já está extinto. A péssima, é que há quem duvide da afirmação anterior... Com vocês, o maior predador dos sete mares pré-históricos, o pior pesadelo de qualquer coisa que já nadou: O Megalodonte.


Sorria meu bem...

O tubarão branco é o grande causador de pesadelos coletivos nos banhistas de hoje em dia. Embora seu alvo favorito sejam leões marinhos e outros animais com muito mais tecido adiposo (gordura) que os seres humanos, como não temer um predador rápido, eficiente, dono da mordida mais poderosa da atualidade, com um faro sensacional e muito feroz, além de grande? Difícil. Porém, o próprio Tubarão Branco não passa de um pequeno e inofensivo atum comparado à esse gigante.

Com um comprimento estimado entre 20 e 30 metros, e um peso de cerca de 50 toneladas, seu tamanho é comparável ao de algumas das maiores baleias da atualidade. Grandes também eram seus dentes: Mediam entre 15 e 25 centímetros! É justamente daí que vem o seu nome (que significa “dente gigante”). Não são os maiores dentes que já existiram, de fato, mas a quantidade e o formato deles, aliados as características de sua mandíbula, tornavam-nos um armamento ímpar: Dentes serrilhados como o dos Tubarões Brancos atuais, perfeitos para literalmente estraçalhar qualquer coisa que ele mordesse. E ele podia morder muita coisa...

Qualquer coisa é um petisco

Um estudo realizado na Austrália em 2008 confirmou o que já se esperava: A mordida do Megalodonte foi a mais poderosa de todos os tempos, de todos os animais que já viveram na face da Terra. Para fins comparativos, o Tubarão Branco atual, tem uma força de 1.8 toneladas em sua mordida, sendo o animal vivo com a mordida mais forte. Já o Megalodonte podia ter uma mordida até 10 vezes mais poderosa, chegando a incríveis 18.2 toneladas! Isso é o bastante para partir um ônibus no meio, facilmente...
Como isso? Além dos grandes e numerosos dentes bem dispostos, sua gigantesca mandíbula era feita de cartilagem,e não de ossos. Isso lhe dava uma grande flexibilidade, que somada a força de músculos extremamente potentes, formavam um conjunto que devia tirar o sono das maiores baleias. Sim, baleias. Afinal, com esse tamanho todo, o que mais esse animal poderia caçar para encher a barriga?

Hey, tem alguém ai?

Há uma discussão atualmente sobre a linhagem evolutiva do Megalodonte. Embora hajam semelhanças físicas evidentes com o Tubarão Branco atual, sugerindo que este seja o descendente do Megalodonte, muitos paleontólogos defendem que estas semelhanças são apenas fruto de evolução convergente, e ambos os animais pertencem a linhas evolutivas diferentes, sendo o Megalodonte o último representante de sua classe.

Essa é uma dúvida que ainda está em aberto com relação a essa espécie. Mas não é a única. Outra diz respeito ao porque de um animal tão incrível tenha desaparecido da face da Terra. A teoria mais aceita é de que foi devido a alterações climáticas, ou ainda, pelo desaparecimento de algumas espécies de baleias das quais ele se alimentava. Ambas as teorias, no entanto, apresentam algumas falhas logísticas e não são unanimidade no meio científico...

Assim como também não é totalmente unanimidade a própria necessidade dessa questão: Há quem acredite que esse animal ainda está por ai, vivinho da silva. Quem acredita nisso, alega que o Megalodonte se adaptou a viver nas profundezas do oceano, e utiliza diversos relatos de tubarões gigantescos como seu mais forte argumento. A verdade é que, por hora, o Megalodonte é considerado extinto. Com a exploração cada vez maior do nosso oceano e a evolução dos equipamentos navais como submarinos cada vez capazes de ir mais e mais fundo e sonares mais e mais precisos, quem sabe logo mais algum Megalodonte não venha sorrir para as nossas câmeras...
Tudo o que eu sei é que caso isso aconteça, eu é que não quero ser o camera-man...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails