domingo, 21 de março de 2010

Torcedor até a morte... E além.

 Se você não acompanha futebol, provavelmente não sabe, mas existe um nome capaz de causar pesadelos em boleiros do continente inteiro: La Bombonera. O estádio do poderoso Boca Juniors, da Argentina. 

 Famoso como um palco de grandes vitorias, pela pressão da torcida que fica praticamente dentro do campo, a caixa de bombons (esse é o significado do nome do estádio) localizada no bairro pobre de La Boca, é dona de um nome capaz de causar calafrios em praticamente qualquer time do continente. 




 Muitos e frequentes são os relatos de, pasme, fantasmas habitando a casa do Boca Juniors. Eles vão desde o clichê da “moça vestida de noiva” (já notou que em toda historia de fantasmas tem uma?) até vultos passando pelas grades e outras coisas bem piores. 
Um homem de camisa branca sentado no setor "L" das arquibancadas; uma mulher vestida de noiva, e um menino de bermuda, sapatos brancos e uma blusa azul são freqüentemente vistos durante a noite – Relata um segurança do clube. 

 Vale lembrar que é pratica comum aos torcedores do clube, recolherem as cinzas de seus entes queridos e as jogarem no estádio... 

 A noite, quando o estádio fica vazio e praticamente sem nenhum som, é bem possivel ouvir todo o tipo de coisas. De portas batendo, a luzes acendendo e apagando sozinhas... Coisa de louco.

Uma noite estava arrumando a roupa dos jogadores, saí para fumar e vi um senhor de traje cinza, que logo desapareceu. Disseram-me que a descrição era como a de Tarija Fernández, meu antecessor, que morreu há anos - contou ao jornal Olé Federico Retone, auxiliar da equipe de basquete do clube.

 O lado bom (ou não...) é que um dos especialistas ouvidos pelo jornal Olé quando estes fizeram uma matéria sobre os tais fenômenos, avalia que os espíritos estão lá para ajudar o Boca, e não para fazer mal...
  Cruz credo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails