segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O rei dos mares

  Nesse mundo existem dois tipos de animais: Os que usam um sonar para saber se você gosta deles, e os outros.

Não, eu não fiquei maluco. Também não estou falando de um Pokémon ou algo do tipo. Estou falando do segundo (há controvérsias. Eu por exemplo acho que devem ser o primeiro) animal mais inteligente da face da terra: O Golfinho.

E não é apenas no cinema que eles são inteligentes. Aliás, o cinema ainda peca em realmente mostrar a capacidade intelectual desses cetáceos. Quer saber algumas curiosidades sobre esses animais fantásticos sem ter que se molhar? Então venha comigo, garanto que você vai se surpreender com eles.



As “Pessoas não humanas”

Ética. Moral. Golfinhos são, de certa forma, capazes de entender tudo isso, e tem seus próprios códigos de conduta. Golfinhos também são dotados de uma forma de linguagem (considerada bem avançada, embora pouco estudada), auto-consciência (um golfinho se reconhece no espelho, por exemplo) e cada golfinho tem uma personalidade única, diferente dos demais.

Todas essas características levaram alguns estudiosos a propor que os golfinhos fossem consideradas “pessoas não humanas”, com os mesmos direitos que um ser humano, e que fosse proibida, portanto, o consumo da carne desses animais, além como mantê-los em cativeiro em zoológicos ou parques. Infelizmente, por enquanto isso está só na vontade desses estudiosos.

Os Salvadores

Desde os primórdios da humanidade, Golfinhos estiveram unidos a mitos. E em meio a esses mitos, histórias de golfinhos que salvaram pessoas não são raros. Golfinhos realmente são frequentemente flagrados salvando pessoas ou mesmo outros animais, como baleias, outros golfinhos, macacos e quaisquer um que eles julguem como encrencado.

Um caso a ser lembrado é o de alguns salva vidas que estavam treinando na costa norte dos EUA recentemente, quando avistaram um tubarão branco de 3 metros se aproximando. Um grupo de 6 golfinhos surgiu no momento, os cercou e os escoltou até chegarem a um local seguro.

O Sonar

Aproveitando o gancho dos golfinhos salvadores, chama a atenção um caso onde, em um parque aquático em que uma das atrações era justamente nadar com golfinhos em uma piscina, os golfinhos tentavam a todo custo tirar uma senhora da água, de forma incisiva e desesperada. A senhora acabou saindo e, alguns minutos depois, desmaiou. Levada para o hospital, foi constatada uma hemorragia interna. Hemorragia que os golfinhos haviam percebido através do seu sonar, tendo então feito o possível para retirar a senhora da água para que esta não desmaiasse ali e morresse afogada.

E isso mostra uma característica do golfinho com relação a esse sonar natural: Essa ferramente serve para ele se movimentar e caçar com mais precisão dentro da água. Porém, o golfinho frequentemente o usa com outros fins, como por exemplo, para saber se alguém está feliz, bravo ou triste, através de seus batimentos cardíacos e outros indicadores fisiológicos.


Os taradões

Golfinhos são tarados. Sim, tarados. São, junto com os primatas, os únicos casos de animais que fazem sexo por prazer. Golfinhos chegam a se engajar em orgias e até a praticar o homossexualismo... Aliás, golfinhos mais fortes podem chegar ao extremo do abuso sexual se tiverem a chance!

Golfinhos podem no entanto se apaixonar, e quando isso acontece, eles continuam com seu parceiro pela vida inteira.

O Soldado

Animais tão inteligentes com certeza chamariam a atenção de gente mal intencionada, cedo ou tarde. Sabe-se que a União Soviética vendeu golfinhos de guerra (!?) para o Irã durante a guerra fria, embora esses jamais tenham sido usados em missões oficiais de quaisquer natureza.

Os EUA treinavam Orcas (as populares baleias assassinas, que são na verdade golfinhos) para recuperar torpedos perdidos durante a guerra do Vietnam.
Houve até um golfinho soldado não oficial. Um simpático cetáceo que acompanhava os barcos norte americanos que voltavam de missões militares durante a segunda guerra mundial, só os deixando partir quando estes chegavam a um ponto seguro.

O professor

Golfinhos são capazes de aprender facilmente, e também de usar ferramentas, como os casos de golfinhos que usam esponjas do mar para cobrir o focinho, para poder caçar peixes em lugares onde se machucariam.
Essa capacidade cultural deles é ainda pouco estudada, mas já há indícios de ser muito mais evoluída do que se imagina, estendendo-se inclusive ao aprendizado de coisas que servem apenas para lazer, e não ficando restrita apenas a situações de onde sua sobrevivência seria afetada, como acontece com os outros animais.

Para citar um caso evidente, um tempo atrás um golfinho foi encontrado ferido, e levado para se recuperar em cativeiro. Lá os veterinários ensinaram o famoso truque de “caminhar sobre o rabo” ao golfinho selvagem. Para a surpresa de todos, algumas semanas depois de o golfinho ser reintroduzido ao bando, todos os seus companheiros já haviam aprendido o tal truque e estavam se divertido com a brincadeira...


  O Sonâmbulo

Como os golfinhos dormem, se eles tem que subir para respirar a cada 8 minutos em média? Simples, não dormindo. Pelo menos não dormindo completamente. Eles conseguem desligar apenas uma parte do cérebro de cada vez, mantendo-se assim despertos o suficiente para não morrerem afogados e ainda terem seu merecido descanso, em uma desgastante rotina que consiste em caçar... E brincar.

O Parteiro

 Por fim, os golfinhos são, como era de se esperar, extremamente organizados e unidos em seus bandos. Criam estratégias incrivelmente elaboradas para caças, encurralando centenas de peixes para garantir alimento para todos, e se ajudam em todas as outras tarefas imagináveis. 

  Inclusive o parto. Quando uma fêmea está para ter um filhote, há uma comoção geral no grupo, que se alterna entre ajudar o bebê a sair, a mãe a respirar e ainda manter todo e qualquer perigo em potencial bem longe. 

3 comentários:

  1. eu quero um pra mim xD

    ResponderExcluir
  2. PARABÉNS para quem dedicou seu tempo afim de trazer à luz, tão preciosas informações!
    [cemas]

    ResponderExcluir
  3. Eu sou loucamente APAIXONADA por golfinhos. Nem sei o que fareei se um dia eu ver algum! Amei tudo aqui, é sempre legal conhecer um pouco mais do que a gente ama. Obrigada e parabéns!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails